Pesquisar este blog

sábado, 14 de agosto de 2010

Quando o amor se torna uma dor

Não sei se propriamente existe uma alma gêmea, mas eu acredito que sim. Chame como preferir, mas que existem pessoas que nos completam na alma e no corpo isso eu posso dizer que existe. Não foi em um primeiro encontro, mas foi no segundo.. Exagero?? Mas se passaram 11 anos e catedraticamente eu posso dizer que sim, encontrei minha outra parte. Muito parecidos e ao mesmo tempo diferentes, poderá, não existem 2 pessoas que pensam da mesma forma. Entretanto, as semelhanças de gostos, Cultura, hábitos, educação se tornam espantosamente parecidos, a tal ponto que as unem em um laço difícil de ser separado, tão difícil que causa dor, sofrimento. Tal qual os corpos espinhos que teem que ficar uns pertos dos outros para se proteger do frio, essas duas pessoas tão unidas, se machucam em prol de um objetivo maior.. Esse tal de amor.

Amor é fogo que arde sem se ver,
E ferida que dói e se sente sim!!! É uma ferida que está sempre aberta por isso devemos sempre cuidar de quem se ama.

Ninguém é 100% feliz ou triste. Vivemos de momentos, mas quando esses momentos de felicidade se tornam raros é hora de enxergar o dificil. Muitas vezes não falta amor, muito pelo contrário. Se pudéssemos passar uma super borracha, apagar os flashbacks da vida, seriamos felizes para sempre.. mas como isso não é possível , só resta a dolorosa separação. A fatídica separação de escovas de dentes.

O choro preso, só sai as custas de um texto cheio de sentimento e pouco racional.

Separar-se daquilo que você se acostumou a ver todo o dia, do que ama, do que faria qualquer coisa na vida, do que daria a vida é muito dificil. Machuca, mata por dentro. A dor coroe, te come, mas a gente sabe que alguns sobrevivem, outros vegetam e outros desistem.

Quem é corajoso a ponto de julgar essas pessoas? Ninguém pode fazer. Ninguém pode medir o sentimento do outro e saber até que ponto aquela outra metade era importante na sua vida, ou ate mesmo, era a sua própria vida.
O que são 11 anos perto de 20, 30, 40 ou 50? Não mensuro a dor dessas pessoas.

Reconstruir a vida faz parte, mas acho que quando vc já encontrou aquela pessoa que se tornou a sua vida o resto se torna apenas o resto.

Á vida não é só feita de amor. Quantos passam por ela sem sequer ter conhecido esse sentimento. Sem sequer ter amado ou ser amado por alguém. Eles sobrevivem também. Mas talvez seja mais fácil do que aquele que já experimentou a dor e a delicia desse momento.

Digo agora: Jamais passarei por isso novamente. Quisera ter o corpo fechado e poder controlar tudo o que sinto; Mas agora é o momento de reclusão, de depressão, de querer ficar em casa para sempre, de querer que tudo isso termine.

Eu so queria um abraço, um beijo e ouvir que tudo isso não passou de um pesadelo, igual a tantos outros que tenho toda a noite.

Deita do meu lado, vem dormir comigo, me abraça, deixa esse computador para lá, desliga a televisão, diz que me ama e que seremos felizes para sempre.

Espero acordar logo desse pesadelo maldito ou irei parar no A. A com efisema pulmonar


Qualquer semelhança com fatos reais é mera coincidência


6 comentários:

  1. *Queremos parabenizar pelo site e aproveitar para convidar você a visitar nosso blog www.cordelirando.blogspot.com onde você poderá ler o mais recente cordel intitulado VISÃO DO "STF" SOBRE A LEI FICHA LIMPA.
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi Priscila! Entrei no seu blog pois fazia tempo que não visitava.

    Noss, eu lamento de o amor poder machucar dessa maneira...

    A frase é na verdade de Camões: "Amor é fogo que arde sem se ver..."

    Melhoras aí, não fica tristinha não, vá passear, cantar,

    bjo.

    ResponderExcluir
  3. Então eu pergunto: O que seria de nós sem o amor, as ilusões e as ilusões do amor?

    *O amor pode ser drama, porém eu particularmente prefiro a comédia de amar.

    http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. "Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói..." é de um poema do Camões que o Renato Russo musicou!

    ResponderExcluir
  5. Meu blog mudou de endereço, o novo é:
    http://vemcaluisa.blogspot.com/
    :)

    ResponderExcluir
  6. as vezes nem é dor de amor, mas de costume, que dói tanto quanto... deve ser difícil mesmo...

    toda ruptura leva um tempo para cicatrizar...

    bj

    ResponderExcluir