Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Se liga no Transito

Se liga ai você que tem seu carro!
A sua pressa pode significar a sua vida ou a vida de alguém que não tem nada haver com seu mal humor, com seu atraso, com sua discussão antes de pegar o carro,etc.
Portanto, se quer tirar a sua vida, nada contra, mas taca o seu carro no precipício e não em cima de alguém. Vlw!!


Algumas cenas bizarras direto das camera da cet-Rio








“Sou Legal no Trânsito” é a nova campanha do Governo Federal, que tem como objetivo estimular a gentileza dos motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas. O projeto aborda temas como: necessidade do uso de cinto de segurança no banco traseiro, importância da manutenção dos veículos e atenção à travessia de pedestres.

Há ainda a possibilidade de que tal ação possa convergir em mudanças no Código Brasileiro de Trânsito, previstas para serem votadas pelo Congresso Nacional no próximo dia 10. Entre as principais modificações estão penas mais rigorosas para as infrações graves, gravíssima e a punição para quem se recusar a fazer o teste do bafômetro.

A palavra “legal”, utilizada no slogan, não significa apenas obedecer às leis, mas também ter um comportamento amigo, cordial, solidário, utilizando valores da vida cotidiana.


ORAÇÃO DO MOTOBOY OU
MOTOQUEIRO IRRESPONSÁVEL

Obrigado SENHOR, por ter permitido que hoje eu retornasse para casa sem acidentes.
Como sempre, ao sair pela manhã, liguei e desliguei a moto acelerando para fazer barulho da descarga aberta, ziguezagueei entre carros, parei depois da faixa limite quando o sinal estava vermelho, dei lugar ao lado para outros colegas que estavam tão apressados como eu para fazer as entregas, arranquei antecipadamente antes do sinal abrir, fiz umas vinte ultrapassagens pela direita para complicar mais a vida dos motoristas, usei a buzina indiscriminadamente até dentro do túnel e trincheiras, pilotei na Avenida Antônio Carlos emparelhado e conversando com um colega com a mão direita no guidon e a outra sobre a coxa esquerda, xinguei vários motoristas, usei o tradicional gesto com o indicador mandando motoristas tomar naquele lugar, fiz cavalo de pau, quebrei quatro retrovisores de carros, quando não havia espaço para passar, subi e pilotei pelo passeio, chutei algumas portas de carros ( não me lembro de quantas ), estacionei minha moto entre dois carros para impedir manobras, andei sem capacete e à noite, fiz questão de direcionar meu farol no retrovisor de carros para confundir seus condutores.
Rogo e peço SENHOR para que amanhã eu possa fazer as mesmas coisas sem cair e sem me machucar, para não ficar deitado e tomando banho de sol no asfalto aguardando socorro, e proteja-me para que eu não seja a próxima vítima. Se assim for, prometo melhorar minha conduta e um dia me tornar então, um bom motociclista.
Amém.
Autor: Corsel




7 comentários:

  1. O pior é que são acidentes idiotas né?
    Um absurdo!
    Legal sua iniciativa de levantar esta questão!

    Bj
    Beta

    ResponderExcluir
  2. Acho que o grande problema é exatamente a impunidade. Crimes de trãnsito são raramente punidos. Se são, é uma punição ridícula como: pagar cestas básicas (desde quando isso pode ser considerato punição pelo fato de ter tirado uma vida?).
    Outra coisa que eu fico de cara é a impaciência de quem dirige. Parece que o carro dessas pessoas é um templo intocável, e ai de quem encostar o dedo. Quanto aos motoqueiros, nem comento... acho que nem precisa. Enfim, nosso trânsito é um zoológico, aliado às leis ridículas.. Continuará sendo.. Infelizmente...

    ResponderExcluir
  3. Navegando pela grande rede sem rumo com a intenção de divulgar o meu blog, cheguei até você e gostei do que vi, tanto que pretendo voltar mais vezes.
    No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da tela do computador está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar cuidado. Em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura, da reflexão e enquanto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam. Pois o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos é o afeto e uma boa educação. Isso faz com que ela acredite na própria capacidade, seja feliz e tenha um preparo melhor para lidar com as dificuldades da vida. Nós professores temos a faca e o queijo na mão, temos conteúdo para isso. Dá trabalho sim, mas nada paga a sensação do dever cumprido, faz bem para a alma. VAMOS TODOS JUNTOS PELA EDUCAÇÃO NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR ! SIM, NÓS PODEMOS.
    Se gostar da minha proposta, siga-me.
    Peço que ao responder deixar sempre o link do blog, pois às vezes a mensagem entram com o link desabilitado ou como anônimo. Por causa disso fico sem ter como responder as pessoas.Os meus comentários também entram via e-mail, pois nem sempre a minha conexão me permite abrir as páginas: moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, creio que mais alto que as antenas, com isso a minha dificuldade de sinal do 3G. Espero que entenda quando não puder responder. O único barulho que escuto aqui é o som dos pássaros, grilos, micos...
    Por hoje fico por aqui, Espero nos tornarmos bons amigos.
    Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkkkkkkkkk, os motoqueiros são bem assim mesmo. Quase virei uma quando estava aí mas não ia fazer o mesmo né?

    ResponderExcluir
  5. Tem selo pra você no link:

    http://www.balasalgada.net/2009/11/selos-thank-you-very-much.html

    Beijão s2!

    ResponderExcluir
  6. Salve !
    Estou por aqui dando uma espiada.
    Realmente eu moro num lugar privilegiado, sossegado, respirando ar puro. mas nem tudo é perfeito, aqui não se tem trabalho.
    Muito obrigada por sua visita e por palavras tão carinhosas para com o meu trabalho. Volte mais vezes, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... terá sempre uma história para contar.
    Saudações florestais

    ResponderExcluir